A tia metida à "engraçadinha"

Eu tinha uns 16, 17 anos. Ela, uns 4 ou 5. Folheávamos juntas – tia e sobrinha – uma revista qualquer. Paro o olhar em uma propaganda de perfume que ocupava duas páginas. Na extrema ponta da página direita, o vidro da fragância. Na página esquerda, um rosto de mulher, cujo nariz estava esticado até a outra página – sim, como o Pinóquio. Resolvo então ter um rompante de senso de humor apimentado com doses de pedagogia barata e faço a brincadeira: “Olha só, se mentir demais acontece a mesma coisa com o teu nariz”.

A garotinha me observa alguns segundos e, bem séria, diz: “Tia, tu mentiu muito?”.

Anúncios

3 respostas em “A tia metida à "engraçadinha"

  1. Hehehehe, viva a loucura das crianças!

    Por que a gente cresce e se reprime todo? Por que a gente não sabe ser autêntico como as crianças? DO QUE A GENTE TEM MEDO?

    Hehehe, legal. Eu coleciono várias dessas, também.

    Bêjo, rapariga.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s