Eu vou odiar o dia 17 de outubro por todo o sempre.

Por me lembrar das coisas mais doloridas que já passei. Por me lembrar de quão sufocante é a sensação de ler o nome de uma pessoa – que a gente não pode nem se despedir – em um atestado que significa o fim, quando passamos uma vida lendo em papéis que atestam uma origem.

Por me lembrar de que eu tive que dizer uma verdade que ninguém queria ouvir.

Mas principalmente por ser tão perto do dia 13.

Anúncios