Continuando na linha filmes que são uma interessante surpresa, depois de A Partida, a produção You, the Living, do sueco Roy Andersson. Minha cena preferida e mais surreal:

Anúncios